Reino das vozes que não se calam – Carolina Munhóz e Sophia Abrahão

quarta-feira, 27 de junho de 2018

Sinopse: O coração começava a parar e ela perdia a consciência. Conforme afundava de olhos abertos, via as crianças daquele santuário. Ninguém entenderia sua decisão. Os pais e amigos ignoraram seus diversos apelos. Os seres mágicos também fecharam os olhos e ouvidos para as vontades dela. Queria viver no Reino. Estar em um lugar onde seria sempre querida. Por isso tomara a decisão drástica. Precisava dormir eternamente. Ansiava por sorrir para os sereianos e dizer que estava tudo bem, que tudo daria certo. Nos contos de fadas era assim...

Este livro peguei com a linda da Camila, descobri que ela tem uma seleção bem legal de livros e muitos deles ainda não tenho na minha estante.
Eu já falei algumas vezes aqui que não gosto de ler livros emprestados ou e-book porque gosto de ter a estante recheada, e salvo raras exceções, quando leio algum e-book ou livro emprestado que me interessa muito acabo comprando depois só para ter mesmo (e por sinal leio de novo o que me toma um certo tempo de ler algumas coisas que ainda tenho pendente).
A princípio escolhi esse livro pela capa mesmo, e nem sequer fazia ideia de que era uma obra da Carolina Munhoz e da Sophia Abrahão (atriz).
Mas vamos ao meu primeiro livrinho emprestado do ano (que eu já devolvi com muito amor e cuidado).

Um pouco sobre a história: O Reino das Vozes que não se Calam, conta a história de Sophie, uma garota que além de fugir dos padrões de beleza atuais é constantemente taxada de anoréxica. Sophie, contudo, não era exatamente uma menina isolada de todos, talvez por ter Anna na ua vida, sua melhor amiga, extrovertida e popular.
Sophie insiste em dizer que vive em um mundo cinza, acho até cruel dizer isso com a cor cinza já que é minha cor preferida, mas verdade seja dita, ela sempre está intimamente ligada a tristeza (o que eu não concordo).
A história de Sophie no Reino dos sonhos começa quando ela sofre uma enorme humilhação pública em uma festinha com os amigos da escola e durante o sonho acaba embarcando em uma jornada para um reino mágico, onde todas as pessoas a ama e a aceitam do jeito que ela é.
O reino das vozes que não se calam é colorido, alegre, repleto de animais encantados e magia, além de uma família maravilhosa da qual ela supostamente é descendente pronta para te dar todo amor e atenção que tanto lhe faltava.
Será que Sophie terá coragem de deixar tudo o que ela conhece para trás?
Entre suas idas e vindas do reino da fantasia, Sophie conhece Leo, um menino nerd que tem uma banda de rock, clichê? Talvez um pouco, mas a verdade é que Leo, junto com Mônica, uma garota que se tornará amiga de Sophie, podem fazer ela mudar de ideia sobre esse tão sonhado reino mágico.

Primeiras impressões: Já nas primeiras páginas me apaixonei pela história. Primeiro porque o livro aborda um tema tão atual como o bullying, mas vislumbrado de uma outra forma, sem aquele drama, criancinhas se cortando, achando que a vida não tem valor nenhum. No caso de Sophie, a vida dela é bastante sem graça, mas ela não se incomoda com isso, a diferença é que ela fica encantada com uma possibilidade melhor.
Não faz o tipo de personagem que acha que o mundo é horrível e por isso quer morrer, pelo contrário, Sophie busca alegria, busca cor onde não tem cor, ela enxerga todo o leque de possibilidade em torno dela e isso fez, ao menos para mim, a história ser tão cativante a ponto de que eu devorasse o livro.

 Ninguém pode fazer outra pessoa feliz. Nós precisamos encontrar a nossa própria felicidade. Eu nunca achei que fosse digna de ser feliz. Esse sempre foi o grande problema.”

Impressões finais: Maravilhoso. É um livro infanto-juvenil então se vocês não gostam de livros nesse estilo talvez nem precisem se arriscar no Reino das vozes que não se calam. Contudo, eu sugiro que leiam, muitas vezes conhecemos alguém que pode passar por problemas semelhantes aos de Sophie e, talvez, a nossa pessoa não saiba lidar tão bem com o mundo como a Sophie.

“Desde a primeira vez que a vira, sabia que ela era como um passarinho com asas quebradas. Não queria conserta-las, mas gostaria de tentar encorajá-la a se curar e voar.”

Sobre o autor: Carolina Munhóz Honório é uma jornalista e escritora brasileira, com obra direcionada ao público infanto-juvenil. É integrante do site Potterish, um portal voltado para o universo Harry Potter.
Sophia Sampaio Abrahão, é uma cantora, apresentadora, modelo e atriz brasileira. Atuou na sua primeira novela em 2007, quando interpretou a patricinha Felipa na 15ª temporada de Malhação e agora lança seu primeiro livro em parceria com a autora Carolina Munhoz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desça já da minha nuvem - Todos os direitos reservados - Por: Louder Design