Noites de Paixão – Alison M King (The Books Editora)

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Sinopse: Mia vivia de forma automática. Via a vida passar sem ambições ou esperanças de que algo pudesse acontecer para mudar a sua rotina até que um psicopata entra abruptamente em sua vida.Alec se dizia um vampiro, mas Mia não acreditava em seres fantásticos. Havia somente duas coisas que ambos sabiam, ele era um assassino e era impossível fugir do desejo que queimava sempre que estavam juntos.Mia seria capaz de conviver com essa verdade? Alec dominaria seu desejo de matá-la?

Primeiro de tudo gostaria de agradecer a Editora The Books pela oportunidade conferida ao nosso blog que com tanto carinho chamamos de filho (eu, no caso, de filho primogênito já que ele precede meus livros). Enfim, obrigada The Books pela parceria e oportunidade de nos deixar resenhar mais algumas obras, no caso as de vocês, nos dando a oportunidade de contribuir, ainda que um pouquinho só, com o universo literário.

Um pouco sobre a história: Mia era uma mulher acomodada, sem qualquer ambição na vida e certo dia acaba se relacionando com Alec, a quem ela julga ser um possível psicopata.
Alec, por sua vez, é ninguém menos que um vampiro que precisa se alimentar de humanos, mas de certa forma nutre uma paixão por Mia até doentia. Paixão esta que com o passar do tempo vai se tornando um laço cada vez mais forte entre eles.
E no meio desse turbilhão de sentimentos que Mia e Alec se conheceram, eis que ressurge Chris na vida de Mia, um ex namorado que faz com que as pernas da garota voltem a tremer.

Primeiras impressões: Mia não me agrada muito como protagonista, não apenas pelo fato de que tenho certa aversão por protagonistas, mas a Mia não me parece ser o tipo de mulher disposta a usar a força que tem. Sem qualquer ambição ou esperança, chega a me lembrar a Lou de Como eu era antes de você.
O romance protagonizado por Mia e Alec no começo me chocou, não por descobrir a verdadeira condição de Alec logo nas primeiras páginas (o que inclusive vem discriminado na sinopse), mas por achar relativamente estranho uma mulher se apaixonar por um possível psicopata. Não que essas coisas não aconteçam de verdade, mas não é comum encontrar esse tipo de ligação em romances.
De qualquer forma, o livro surpreende das primeiras até as últimas páginas, fazendo com que o leitor o devore apressadamente na ânsia de desvendar todos os mistérios que o rodeiam.
Um ponto negativo: Chris o outro personagem que faz parte fundamental no enredo é basicamente jogado na história como uma sopa de letrinhas, senti falta de uma pequena introdução ao personagem.

Impressões finais: O livro surpreende o leitor na medida em que transita por diversos gêneros literários, tais como romance erótico, suspense e terror. É intrigante principalmente para leitores ávidos devido a inúmeras referências a obras literárias consagradas, sempre nos fazendo rememorar algum clássico da literatura.
Em que pese nos pareça um pouco clichê em um primeiro momento, temos um hibrido de Bonté e Bram Stoker, Alison nos convida a sua atmosfera onírica e sombria e permeada de mistérios.
Com relação ao livro em si, o título é comum, existem várias obras com esse mesmo nome, a revisão e diagramação do livro foi bem feita, ainda que eu tenha lido a versão digital que, via de regra, é mais simples do que a versão física da obra. A história e a capa não me cativaram, mas os trabalhos editoriais foram perfeitamente bem elaborados.


Sobre o autor: Tão misterioso quanto o livro é o seu autor, não localizei absolutamente nada sobre ele/ela.

Um comentário:

Desça já da minha nuvem - Todos os direitos reservados - Por: Louder Design