A raiz da maldade - Claudia Mina

terça-feira, 9 de janeiro de 2018


Sinopse: Um crime envolto em mistério. Assassinatos em série. Um jornalista vive seu pesadelo solitário em busca obsessiva pela verdade. Qual o motivo leva um assassino a matar? Em meio à loucura de um jogo de ilusões e mentiras, a resposta pode ser perigosa demais...



Na viagem à São Paulo para o Livro em Pauta, eu sei que deveria lançar só o livro das antologias todavia como sou uma viciada assumida em livros, quis levar tudo, mas a voz da razão (vulgo: a Pink) me fez escolher apenas um. Confesso que doeu no entanto esse tinha uma palavrinha que sempre amo em livros: CRIME. 


O que achei do livro: É um livro hiper visual que me sentia conecta a história, confesso que tive dificuldade em encaixá-lo num gênero. Mas enfim, vamos lá falar do livro! É um exemplar cheio de palavras fáceis com escrita em terceira pessoa voltado para Iuri, um estudante de jornalismo que tem a rotina universitária modificada após ser encontrado um corpo teatralmente desavado, poderia ser um caso aleatório se o aulista não tivesse passado parte de sua existência  com filmes bem como estudando serial killers e até mesmo os catalogando. Visto ele percebe que no cenário de desova falta algo no cadáver. Seria o "troféu" do Estrangulador de Santa Rosália? Tempos mais tarde acontece novamente em um local próximo e começa a investigação.
A autora foi muito feliz  na história, apesar de ter poupado adjetivos na nomeação dos personagens principais, ela me deixou sem palavras por horas! E isso é difícil já que sou tagarela  kkk Quero dizer que me senti tão conectada  que brigava, incentiva e me alegrava com o Iuri. enfim se houvesse pontuação eu daria 5 nuvens à A raiz da maldade. Parabéns baby!

Primeiras impressões: Esperava que fosse preciso mais do que três folhas para começar a ter impressões relevantes sobre qualquer coisa sobre algo, mas simplesmente  não podia  deixar  passar uma cena em questão: O encontro do corpo da primeira vítima (Denise S.), como nós seres humanos ganhamos asas e pouco a pouco transformar de pessoas à reles urubus carniceiros, amamos as notícias quentes até nos empolgamos com isso, o espetáculo mórbido da vida. Isto criou em uma angústia, pois quase todo deveria ser uma ficção, mas é tão real, é a arte imitando todos os dias. Afinal quantos vídeos bárbaros recebemos em nossas redes sociais? Ou por cima do muro de nossas casas? E ainda passamos para mais gente? Para quem assistiu a série Black Mirror pode vidrar a total semelhança com o episódio Urso Branco na segunda temporada.


Impressões finais: Estou como Glória Pires no memes ( ou menos menes, não sei a diferença. Quem souber explica aqui nos comentários) "Prefiro não opinar" porque eu acabei de ler faz menos de uma hora e não sei o sinto sobre o que rolou. Claudia se me bugou, mulher!

Sobre a autora: Claudia Mina nasceu em São Paulo, Capital. Escreve desde os oito anos de idade e nunca mais parou. Começou com histórias infantis, apaixonou-se pela poesia na adolescência e estudou redação publicitária na faculdade. Teve contos publicados em diversas antologias da Andross Editora e da Editora Rouxinol. Em 2017, lançou seu primeiro romance solo A Raiz da Maldade, pela editora Autografia. No mesmo ano venceu o prêmio STRIX pelo seu conto publicado na antologia Tratado Oculto do Horror, da Andross Editora. Acredita que sua escrita é uma prosa com poesia, um misto de rigidez e rebeldia, ora dura, ora desvairada; uma ficção tão cruel quanto a realidade e ao mesmo tempo idilicamente surreal.

7 comentários:

  1. Olha, vou dizer que a sua resenha me alegrou muito! Estou passando por um momento muito difícil e a cada dia um problema novo surge, mas ler as suas impressões sobre o meu livro me deu um alento, um respiro para continuar meu dia e minha vida.
    Gostei muito que mencionou a cena da primeira vítima, o impacto que eu queria era de causar essa reflexão nos leitores, sobre como o compartilhamento de notícias em redes sociais pode ser cruel.
    Achei muito interessante a menção à série Black Mirror, eu ainda não cheguei a assistir, mas tenho vontade, principalmente o episódio que você comentou.
    Agradeço muito pela resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Claudia. Foi um prazer enorme conhecê-la e conhecer sua obra. Ficamos felizes que tenha gostado da resenha, não vemos a hora de ler mais obras suas. <3

      Excluir
    2. Faço minhas as palavras da Pink, foi um prazer conhecê-la e também ao seu trabalho. Não sabe o qua ti me deixa em êxtase saber que minha resenha te fez tão bem. Ah! Eu amei o tapa que levei com essa cena precisa expor ela. É assista a ideia da série foi diferente, mas me fez lembrar, acho que vai gostar.

      Excluir
  2. preciso ler este livro, a Claudia Mina é muito talentosa, não é atoa que levou o Strix, no livros em pauta!!

    ResponderExcluir
  3. Vou colocar na lista, adoro livros com essa temática... Obrigada pela resenha 😍

    ResponderExcluir
  4. Fico feliz que tenha gostado, de ver. É sim, coloque pois é um livro que vale a pena se ler. Você nem sente as páginas passarem

    ResponderExcluir

Desça já da minha nuvem - Todos os direitos reservados - Por: Louder Design