Desça já Recomenda: Série Orphan Black

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017


Sinopse: Depois de presenciar o suicídio de uma mulher (que é exatamente como ela) em uma estação de trem, Sarah Meanning (Tatiana Maslany) faz o que qualquer um faria: assume a identidade da suicida para tentar resolver os próprios problemas financeiras. Mas logo ela descobre que está no centro de um mistério que vai mudar sua vida, quando se vê de cara com mais três mulheres idênticas a ela. Todas são clones, e precisam salvar as próprias peles enquanto tentam descobrir quem são os responsáveis pelos experimentos genéticos.

Gosto sempre nas minhas resenhas de contar como cheguei àquela leitura ou série e com Orphan Black não será diferente. A escritora Priscila Cruz e eu temos um gosto bastante peculiar, amamos todo o universo geek e já brigamos diversas vezes sobre quem seria o Batman. Então eu não poderia deixar passar uma indicação de série vinda dela que tem tanto bom gosto, não é mesmo?

Mentira. Ela me encheu o saco para assistir e eu fui né kkk


Impressões: A série começa com Sarah Manning roubando a identidade de outra mulher, a verdade é que Sarah foi adotada por Senhora S e deixou a filha pequena aos cuidados da mãe para que ela pudesse tentar tomar um rumo na vida, mas a garota é tão podre que pretende isso roubando a identidade de outra pessoa. O que Sarah não espera é que estará envolvida com toda a confusão de ter mulher clonadas idênticas a ela.
Amo o Felix, o personagem mais cativante da série inteira que é, também, irmão adotivo de Sarah.
Todos os personagens são incríveis, sempre tem aquele que você vai gostar mais ou que vai gostar menos, mas o que importa é que o enredo contruído foi tão perfeito que me fez engolir a série toda em um único final de semana de tanto que eu amei.
São cinco temporadas e o final é mais perfeito do que se possa imaginar. Não é romance, mas sempre tem aquela pitada de “hmmm romance”, o enredo é uma ficção científica abordando temas como família, relacionamentos, um monte de merda que as pessoas fazem na vida e coroada com um toque de clonagem humana deixando o mistério à flor da pele.
Helena é uma personagem que me encanta também, não posso falar muito sobre ela para não dar spioilers exceto que ela é louca e é ucraniana.
Série nota dez, vale muitíssimo a pena assistir cada episódio para quem curte esse estilo meio bugador de descobertas e ciência e suspense né!

Link para trailer: aqui




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desça já da minha nuvem - Todos os direitos reservados - Por: Louder Design