Harry Potter e a pedra filosofal – Livro e filme – Autora: J.K. Rowling

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Um bebê é deixado à porta da famí­lia Dursley, com uma carta que explica quem ele é e quais os mistérios que envolvem sua sobrevivência, após um duelo no qual seus pais morreram.Onze anos mais tarde, Harry Potter recebe o melhor presente de aniversário: descobre que é um bruxo e como tal deve ser educado.Conduzido por Rubeo Hagrid, o doce e atrapalhado gigante ruivo, Harry inicia sua trajetória no cotidiano da magia. Na escola de bruxaria de Hogwarts, sob a direção do sábio professor Alvo Dumbledore, ele aprende a fazer poções, feitiços, a transformar coisas, e a pilotar uma vassoura. Enfrenta as dificuldades normais de um principiante e alguns obstáculos a mais lhe são impingidos por sua fama.

Quando lançou o primeiro exemplar de Harry Potter e a pedra filosofal eu tinha uns 10 anos de idade considerando que foi lançado em 1997, evidente que não li o livro naquela época e portanto morreram todas as minhas chances iniciais de receber a minha carta de Hogwarts aos 11 anos.
Eu li em meados do ano de 2000, eu era pré-adolescente com apenas 13 anos de idade, já escoado 2 anos dos quais eu poderia entrar na escola de Hogwarts.
De qualquer forma, eu amei o primeiro livro e toda a magia que percorria Londres quando um bebê foi deixado na porta da casa dos seus tios trouxas, então resenha, vamos a ela.
Um pouco sobre a história:
O inicio da história se passa na Rua dos Alfeneiros, onde Harry Potter, agora prestes a completar onze anos de idade, então criado pelos seus tios acaba recebendo um carta. A família Dusley faz o possível para que o menino não tenha acesso ao conteúdo da carta, levando-o inclusive para um casebre no meio do mar.
Rubeo Hagrid, guardião de Hogwarts e também guarda caças da escola é designado para ir ao encontro do garoto e lhe entregar pessoalmente a carta que concederia a Harry uma vaga na escola de magia, vaga essa que era reservada a ele desde o dia do seu nascimento.
Harry, então, decide embarcar nessa jornada por uma vida muito melhor do que aquela que levava sendo quase empregado dos seus tios e primo e embarca para Londres, mais precisamente para o caldeirão furado onde Hagrid lhe mostra uma passagem direto ao beco diagonal.
Dali, depois de comprar seus materiais escolares, Harry pega um trem para o inicio da sua nova vida e com a ajuda de Rony e Hermione (amigos que ele faz já logo no trem) vai descobrir algumas verdades sobre sua vida, seus pais e o que lhe causou a cicatriz que o garoto carrega do lado direito da testa.
Primeiras impressões:
O livro é mágico, incrivelmente bem detalhado. Confesso que quando assisti o filme pela primeira vez, também adorei todos os personagens, os diretores, com a ajuda da autora conseguiram achar atores mirins que se encaixavam com extrema perfeição nas descrições do livro, ao menos para mim, os personagens escolhidos para o filme eram exatamente do jeitinho que eu imaginei cada um.
Tanto o filme quanto o livro não possuem conteúdo adulto mas ao mesmo tempo não são infantis demais, toda a trama que gira em torno de um garoto de apenas onze anos toca cada parte do coração de quem embarca nessa leitura emocionante e cheia de magia.
Uma das coisas que eu mais gostei foi o uso das varinhas, sempre pensamos em varinhas como aquelas varinhas de condão ligadas às fadas de histórias antigas, mas, nesse livro, os bruxos tem uma varinha escolhida por eles (ou como diria Olivaras: a varinha escolhe o bruxo, Harry, nem sempre fica claro o porquê.) e com ela, os bruxos aprendem feitiços diversos. Além de poções, das criaturas mágicas e todas as coisas maravilhosas que envolvem o mundo de Harry Potter e seus amigos.
Impressões finais:
O livro não deixa absolutamente nada a desejar, tudo que é envolto na trama tem uma explicação coerente, e a autora arrebata o final da história com maestria mostrando a capacidade e poder do jovem bruxo nos deixando mais ainda curiosos com o que virá pela frente.
Sobre a autora:
J. K. Rowling tornou-se uma escritora de sucesso através das façanhas de seu personagem mais famoso e querido do público, Harry Potter. O mago que encantou o mundo em suas deliciosas aventuras contadas em uma série de 7 livros. Nascida em 1965 em Yate, na Inglaterra, Rowling gostava muito ler contos como: O Vento nos Salgueiros e O Cavalinho Branco, sendo influenciada por diversos autores do gênero. Traduzidos em mais de 64 línguas, seus livros. (fonte livraria cultura)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desça já da minha nuvem - Todos os direitos reservados - Por: Louder Design